Batismo: Os Frutos do Espírito

O Espírito vem a nós no Batismo. Ele age através de nós para produzir as suas obras entre o seu povo. Leia Gl 5.16-26.
  1. Que instrução referente à nossa vida no Espírito você encontra nos versículos 16-18, 24-25? Como é descrita a vida no Espírito? Como ela é contrastada com a vida na “carne”?
  2. Mencione agora as obras da carne conforme constam nos versículos 19-21 e no 26.
  3. Que advertência, no versículo 21, torna as obras carnais algo muito sério? Diga a mesma em palavras próprias.
  4. Quais são os frutos do Espírito na lista dos versículos 22 e 23. O que cada um significa para você? Como podem ser reconhecidos na vida de um cristão?
  5. Como você está se saindo na produção dos “frutos do Espírito”? Outras pessoas vêem esses frutos em você? Por que a auto-análise é uma ocasião para arrependimento? Como podemos achar encorajamento e renovação no perdão que temos em Jesus?
EM CONCLUSÃO:
Que estratégias nosso grupo poderia propor no sentido de promover uma vida cristã mais dinâmica entre os membros de nossa congregação? Faça uma lista. Comente como algumas destas coisas poderia ser postas em prática imediatamente.
A CONCLUSÃO:
Peça que os participantes, voluntariamente, incluam alguns dos itens abaixo em suas breves orações de encerramento:
  • Agradecimento a Deus por seu Batismo;
  • Agradecimento a Deus pelo dom do Espírito Santo recebido por ocasião do seu Batismo;
  • Pedido a Deus, em espírito de arrependimento, para perdoar-lhe todos os atos da carne;
  • Pedido a Deus para lhe conceder a força e o poder para sufocar a carne a fim de que o Espírito produza abundância de frutos em sua vida.
PARA FAZER:
Um dos perigos ao se falar sobre os frutos da fé é que alguém fique com a impressão de que podemos ser salvos pelo que fazemos. A salvação vem por Cristo somente. A graça de Deus oferece o dom gratuito da salvação através da morte de Jesus na cruz e da sua ressurreição. Mas a Escritura também deixa claro que a fé sem ação não é fé. Uma árvore boa vai produzir frutos. Leia e pense sobre esta comparação:
A fé é como um lago. Você pode ter um lago simplesmente cavando um enorme buraco e enchendo-o com água. Mas será uma água parada. Estagnada. Não há vida num lago desses. Há outro tipo de lago que constantemente recebe água. Porém, a água ainda não se movimenta muito. Não é tão viva e ativa quanto poderia ser. Se o lago, porém, receber e repassar água, este será um lago vibrante. A fé é saudável quando recebe e dá. De que forma esta comparação pode ser aplicada à nossa vida de batizados? Leia Ef 1.11-14.
Procure por evidências de frutos em sua vida. Faça uma lista com alguns deles. Traga uma lista ao próximo estudo e esteja pronto para repartir com os demais os frutos que você encontrou em sua vida de filhos de Deus.
(Você sabe quem é o autor deste trabalho? Por favor, informe-nos, para que possamos dar os devidos créditos a quem de direito. Escreva para reveder@gmail.com)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: