Batismo: A videira e os ramos

Em Jo 15.1-27, Jesus usa uma videira como ilustração de si mesmo. Nós somos os ramos, e o bem que somos capazes de produzir pelo poder do Espírito são os frutos. O Batismo leva-nos à comunhão com Jesus pelo perdão dos pecados. O Espírito Santo vem para viver em nós, e nós somos habilitados para produzir frutos – atos da vida cristã.
  • Quais são esses atos que têm origem em seu Batismo? Faça uma listagem e comente. A listagem será a mesma para todos? Por que sim, ou por que não?
  • Veja Jo 15.12. qual é o mandamento? Quando este mandamento do amor foi difícil de cumprir para você? Se quiser, compartilhe um destes momentos.
  • Quando Jesus o intimou a fazer algo difícil? Quando é difícil para você testemunhar de Jesus, servi-lo ou perdoar alguém? Compartilhe as suas experiências e sentimentos. De que forma o tropeço é uma evidência de que a sua luta ainda está em andamento?
  • Outro fruto do Espírito em nós é a oração. Veja Rm 8.26-27. O que o texto diz sobre as preocupações que por vezes temos em tornar nossas “apropriadas” e “aceitáveis”? Em que sentido as nossas orações devem ser infantis?
  • Veja Mt 7.18-20; 12.33-35; e  Lc 6.43-45. Comente a palavra de admoestação que você pode encontrar. Como esta admoestação nos faz depender inteiramente do perdão de Jesus e do seu poder em nós?
(Você sabe quem é o autor deste trabalho? Por favor, informe-nos, para que possamos dar os devidos créditos a quem de direito. Escreva para reveder@gmail.com)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: