Mt 14.13-21 – Sermão

 DEUS NOS GARANTE SUSTENTO E SALVAÇÃO

           Leituras: Salmo 136.23 -26

                          Isaías 55.1-5

                          Romanos 8.35-39

                          Mateus 14.13-21

                          Introdução.

                         Estimados irmãos e irmãs em Cristo Jesus, nosso Senhor e salvador, morto sim, mas ressuscitado pelos nossos pecados.

                             O mundo está com fome. O Brasil está com fome. Fome de pão material e fome de pão espiritual. As televisões, revistas e jornais trazem diariamente notícias de pessoas, famílias e nações inteiras que estão morrendo de fome.

          O nosso Brasil é um país grande e abundante em riquezas animais, minerais e vegetais, mesmo assim, muitos brasileiros não têm o que comer, o que vestir e nem onde morar.

          Na verdade é que, a maioria passa fome e uma minoria esbanja suas riquezas e fortunas com coisas inúteis. Será que Deus aceita quando poucos têm muito e muitos não tem nada.

          A realidade é que vivemos num país corrupto e injusto, onde o mais forte, o mais capaz explore o pobre e o mais fraco.

          Em nosso país há muitas injustiças. De quem é a culpa? Do povo, do governo, ou quem sabe: da própria igreja e da própria cobiça humana.

          O problema está no apego aos bens materiais. Por causa do pecado, o homem tornou-se egoísta, avarento, idólatra e corrupto. O homem só pensa em si próprio.

          E nós sabemos que cristo condena o apego aos bens matérias com as palavras de Mateus 6.25-33, onde resumimos: “Não andeis ansiosos pela vossa vida, quanto ao que haveis de comer ou beber, nem pelo vosso corpo ao que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o alimento, e o corpo mais do que as vestes… Buscai, pois, em primeiro lugar o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentados”.

          E ainda em Isaías 5.2, o profeta admoesta: “Porque gastais o dinheiro naquilo que não é pão; e o vosso suor naquilo que não satisfaz… inclinai e os vossos ouvidos e vinde a mim; e a vossa alma viverá”.

          01.Deus por seu amor nos garantiu todo o sustento

          Olhando o evangelho de hoje, Mateus 14.13 a 21, vamos encontrar onde Jesus com cinco pães e dois peixinhos alimentou uma multidão de cinco mil homens, sem contar as mulheres e crianças.

           Mas como alimentar em torno de 25 mil pessoas com cinco pães e dois peixinhos?

           A resposta está em Mateus 14.19: “E, tendo mandado que a multidão se assentasse sobre a relva, tomando os cinco pães e dos dois peixes, erguendo os olhos aos céus, os abençoou”. E já no salmo 136. 25, o salmista promete que “Deus dá alimento a toda a carne, porque a sua misericórdia dura para sempre”.

          Ainda no salmo 55.1 lemos: “Ah!” “Todos vós que tendes sede vinde às águas; e vós os que não tendes dinheiro, vinde, comprai, e comei; sim, vinde e comprai sem dinheiro, sem preço, vinho e leite”.

          E o grande Reformador Martinho Lutero explica no Primeiro Artigo do Credo cristão: “Supre-me abundante e diariamente de todo o necessário para o corpo e para ávida, protege-me contra todos os perigos e me guarda de todo o mal”.

          Cristo, além de nos dar graciosamente a salvação, nos promete atender com bens materiais com as palavras do Pai Nosso: “O pão nosso de cada dia nos dá hoje”. E neste “pão nosso“, estão incluídas todas as nossas necessidades.

          02. Deus nos preparou e garantiu a nossa salvação.

          O homem por causa do pecado merecia ser condenado no inferno, mesmo assim, Deus providenciou-lhe um Salvador através da pessoa de Jesus Cristo, seu amado Filho.

          Agora graças à morte e a ressurreição de Cristo, temos perdão de todos os nossos pecados e a certeza da vida eterna. Termos ainda à nossa disposição a sua Palavra e os Santos Sacramentos que nos orientam e consolam para a eternidade.

          O profeta Isaías escreve em 55.3: “Inclinai os vossos ouvidos, e vinde a mim; ouvi, e a vossa alma viverá; porque convosco farei uma aliança perpétua, que consiste nas fiéis misericórdias prometidas a Davi”.

          Agora meus irmãos, nós podemos responder ao seu amor.

          Como?

                – Agradecendo:

          Sigamos o exemplo de Jesus cristo: “Tomando os cinco pães e os dois peixinhos, erguendo os olhos ao céu, os abençoou”.

          Ainda hoje o milagre acontece na vida da nossa, quando ofertamos ao Senhor as nossas vidas, os nossos dons e os nossos talentos. Mas como podemos esperar as bênçãos de Deus se nos alienamos dele?

– Dedicação:

          Dedicando a vida ao serviço da igreja. Em 1Pedro 2.5 somos admoestados pela Palavra de Deus: “Vós mesmos, como pedras que vivem, sois edificados casa espiritual para serdes sacerdócio santo, a fim de oferecerdes sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por intermédio de Jesus Cristo”.

– Sacrifícios:

          Oferecendo sacrifícios espirituais agradáveis a Deus. Que sacrifícios são esses? É o nosso culto racional e sacrificial. Tudo o que temos, corpo e alma, devemos dedicar ao Senhor nosso Deus.

    • Ofertando:
Abençoados com a presença de Deus

          Finalmente, podemos, como filhos abençoados com a presença de Deus, responder ao seu amor ofertando para a igreja. Todo culto é um momento de festa e de ações de graça.

           Lutero enumera todas estas bênçãos que Deus nos dá na explicação do Primeiro Artigo do Credo Cristão e daí termina, dizendo o que nos devemos fazer: “Por tudo isto devemos dar-lhe graças e louvá-lo, servi-lo e obedecer-lhe”.

          Conclusão.

          O cristão, apesar de tudo sempre é um filho agradecido.Ele sempre tem motivos para agradecer e louvar a Deus. O cristão sabe que Deus “ama a quem dá com alegria”.

          Para o cristão a oferta é um ato de adoração, assim como cantar, orar e louvar com as bênçãos recebidas. A oferta faz parte da vida e do culto cristão.

          E também com as nossas ofertas, nem que sejam cinco pães e dois peixinhos, queremos ajudar na obra da missão, levando Cristo para todas as nações.

           Não precisam ser cinco mil, mas, ajudemos algumas pessoas a conhecer Cristo como o único Senhor e Salvador de suas vidas.

          Que o bondoso Deus possa nos abençoar e nos motivar com a sua graça para que de fato possamos testemunhar a nossa fé, porque temos a promessa da sus presença em nossas vidas e na vida da sua igreja. Amém!

 

Rev. Altino Grinevold

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: